Lu Tudo Sobre Tudo: Quando eu não consigo dizer uma palavra...




Quando eu não consigo dizer uma palavra...




Tem certos momentos na vida em que eu não consigo dizer uma palavra por simplesmente não esperar certos tipos de atitudes.
Aliás um dos meus erros é exatamente esse pensar que o outro vai agir da mesma forma que eu, pensar da mesma forma que eu e ter o mesmo tipo de atitude que eu tenho. E não, a vida não é assim.
Certo dia eu estava fazendo compras no mercadão de Madureira e me deparei com uma lojinha de makes pequena porém recheada de marcas que eu amo, e resolvi entrar.
Perguntei ao vendedor sobre alguns itens que ele não tinha lá sobre uma marca comum e ele por sua vez disse que não entendia, que quem estava por dentro de tudo isso era sua esposa ajudada por uma blogueira.
Quando eu ouvi a palavra "blogueira" foi como música para meus ouvidos pois tenho orgulho de ser. Então me identifiquei como sendo uma e perguntei a ele se poderia tirar algumas fotos dos produtos que lá estavam, pois eu sou dessas que gosta de tirar fotos e enviar pras amigas com dicas de onde encontrar os produtos baratos lá no mercadão.
Claro que imediatamente aceitou, propaganda de graça, quem não aceita? E notei que ele estava mais por dentro do assunto do que eu imaginava...
Depois de tirar as fotos eu pedi um cartão da loja, ele me disse logo em seguida que a blogueira que estava ajudando a esposa dele a cuidar da loja iria fazer alguns evento ali, e eu retirei meu cartão da bolsa e o entreguei...
Foi nessa hora que não consegui dizer uma palavra.
No meu cartão eu resolvi colocar uma foto minha, a mais recente que tinha na época justamente por saber que em feiras pessoas estavam se passando por outras apresentando seus cartões. Então em meu pensamento se alguém pegasse meu cartão não iria se passar por mim já que estava com minha foto.
Assim que o dona da loja pegou meu cartão ele disse simplesmente:
Acho muito engraçado o tipo de atitude de vocês blogueiras, no vídeo e em fotos vocês estão de uma forma agora pessoalmente são completamente diferentes em todos os sentidos. São bem mais bonitas em fotos.
Naquele momento eu gelei e tudo o que eu queria falar com ele diante de tanta besteira que ele falou eu não consegui falar. Eu não consegui dizer uma palavra sequer. Poderia ter aproveitado o momento e discutir com aquele ser que educadamente me chamou de feia, mais não. Eu não consegui dizer uma palavra.
Fico pensando o que foi que me travou a ponto de não conseguir me defender diante daquele preconceituoso. Só porque não estava de batom e de cabelos soltos como estava na foto, isso pra ele significa que sou feia? Ou então por ser blogueira eu tenho que estar impecável o tempo todo?
Ou só por ser mulher a sociedade exige de mim que eu tenho que estar arrumada o tempo todo?
Me deixar enquadrar nesses padrões para poder ser aceita por um grupo não faz de mim uma pessoa, e sim uma escrava. Eu tenho o direito de querer sair de cabelo preso, sem batom, de chinelo ou do jeito que eu quiser; E estando assim eu continuo sendo uma blogueira, uma dona de casa, um profissional renomado seja lá o que for!
Eu confesso que saí daquela loja meio que revoltada, meio que transtornada e pensando realmente que  infelizmente meu pai tem  razão, quando diz que muitas pessoas só se interessam por você quando você está a "altura" considerada pelos outros aceitável. 
Quando eu não consigo dizer uma palavra diante de uma situação que não espero é porque acredito que as pessoas não são tão más a ponto de ofender a outra por causa de sua condição física, financeira, intelectual. Eu não posso achar que tenho o direito de falar o que quero e da forma que quero pra qualquer pessoa que seja, sendo ela conhecida por mim ou não.
Eu não aceito aquela atitude do vendedor da loja, e fico pensando em como ele deve tratar a família dele, pois somos o reflexo das nossas atitudes. Pois se ele me tratou daquela forma com certeza deve tratar de igual forma ou ainda pior sua família.
Você pode até argumentar dizendo que ele estava vivendo um dia mal, ou passando por problemas pessoais, mais sinceramente pra mim nada disso justifica tal ação. Se todos por causa de problemas agissem dessa forma, não seria mais possível viver em sociedade.
E nós mesmo diante de problemas podemos escolher a maneira que vamos agir. Isso realmente é uma questão de escolha.
Que sejamos mais atenciosos com todos mesmo diante do caos que se encontra a nossa vida. Meus problemas não são motivos pra que eu destrate os outros.
Super bjs,
Luh









Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário